sexta-feira, 16 de abril de 2010

Hum... Um Petit Gâteau...

Hoje acordei com uma vontade imensa de comer um petit gâteau! Fui rapidamente à pâtisserie aqui da esquina abastecer-me deles fresquinhos. A seguir a ter-me deliciado com este delicioso manjar, fique com uma vontade imensa de foder uma cona belga.
É inacreditável, a rapidez com que o ser humano constitui hábitos de vida. Três dias a acordar na cama da belga, a comer petits gâteaus e a fodê-la a seguir, para agora achar que fiz isto a vida toda e que o devia continuar a fazer.
De facto, esta manhã fiquei-me pelo petit gâteau. Não houve foda, mas tive muita vontade de bater uma punheta, porque o meu Zezinho agora que ressuscitou do sarcófago anda mais vigoroso do que nunca. Controlei-me. Pense que haveria de domar esta jibóia louca em que a minha cobra zarolha se transformou.
Assim, limitei-me a dar-lhe uma palmada e a dizer-lhe: “Agora sossegas e não cospes! Guarda o fôlego para quando estiveres a estrafegar uma presa a sério…”
E lá saí eu de casa, ainda com um volume bastante evidenciado, que optei por disfarçar por debaixo do casaco.

Ps: Digam já que o petit gâteu não parece uma crica gulosa?!

5 comentários:

Vontade de disse...

Crica nao parece... mas bom ele é!!

Zé das Cricas disse...

Vontade,

Delicioso!

Beijos

Lu! disse...

Foi logo o k me pareceu...

Zé das Cricas disse...

Lu,

É não, é?

Carla disse...

Muito bem...voltaste!Que bom!Senti a tua falta.
E pelos vistos, voltaste bem animado...isto sim, é que é assunto, o resto é apenas o resto e não vale a pena perder tempo com ele.
Ora deixa cá ver mais ao perto, se parece ou não uma crica...agora que falas nisso, de repente até parece...e deve ser uma delicia também, até me cresceu água na boca,pelo bolo, não pela crica, que eu sou uma gaja que gosta de gajos...mas não tenho nada contra quem goste.
Zézito querido...bem vindo de volta e força nisso!

Beijinhos